O Teco Teco

Próximo episódio

  • Rima que rima

    Uma emocionante batalha entre um carrinho de bebê e um canguru, os maiores navios de passageiros do mundo e o lugar de onde se comanda o mais extenso metrô do País

    Tambor de CrioulaBetinho está nervoso. Como lição de casa, recebeu a tarefa de criar um versinho com seu nome. Fosse com Betinho, tudo bem. Mas apelido não vale. Ele argumenta: “Com Alberto só tem rima boba: certo, aberto, coberto...”. Para acalmá-lo, Cascudo dá algumas sugestões e, mais do que isso, apresenta a seu pequeno amigo de papel todo um universo de versos, parlendas e desafios. Adivinha como termina esta história? Com cantoria!

    No Olha o Cara, Maurício transforma uma tarefa passada pela professora em um projeto ambiental que envolve toda a escola. Hoje essa garotada cuida até de uma horta com legumes e verduras fresquinhas. Ele deixa a dica: não adianta ficar só esperando para mudar o meio ambiente. “Vá lá e faça”.

    E para quem não tem tempo a perder, o programa mostra como funciona o metrô de São Paulo, que recebe mais de três milhões de passageiros por dia e tem 75 quilômetros de extensão.

    O quadro Batalha das Coisas traz o duelo entre um canguru e um carrinho de bebê. Qual deles consegue conciliar melhor velocidade de transporte, conforto e segurança? Qual dos dois é mais fácil de levar de um lugar para o outro? E quem consegue proporcionar um clima mais aconchegante a seus passageiros?

    No Maranhão, o tambor de crioula é usado principalmente na manifestação popular que tem o mesmo nome. Enquanto canta e dança, o pessoal mostra os sons desse rústico instrumento, personagem principal do quadro Ouve Só.

     

Episódios anteriores

Páginas